Dicas, Produtos, Tecnologia
19 DE outubro DE 2017 COMENTÁRIOS

Bateria acabou, fone de ouvido quebrou, cabo de dados sumiu… E todo mundo já se viu naquele dilema: comprar acessórios originais ou paralelos? A diferença de preço é espantosa e, por mais que você não queira acreditar, existem muitas justificativas pra isso. E é sobre isso que o Blog Fujioka fala hoje. Confira:

Os carregadores, visam a melhor transmissão de energia para a bateria, já os fones de ouvido, garantem a melhor qualidade sonora. Lembre-se que você paga o proporcional à qualidade do serviço que recebe. Seu celular foi caro, sua TV foi o investimento do ano e aquele tablet novo é tudo o que você sempre quis, vai mesmo arriscar tudo por uns trocados?

01 – Qualidade

Não adianta, produtos certificados e qualificados não vão fazer mal pro seu acessório. Então é importante lembrar que a primeira razão para investir em produtos originais é a qualidade do produto adquirido.

02 – Segurança

O produto original é certificado pelo fabricante e, sem dúvida, passou por inúmeros testes que visam preservar seu eletrônico, enquanto garantem o melhor desempenho.

Produtos originais não precisam, necessariamente, ser da mesma marca do seu eletrônico, mas devem ser certificados pelos órgãos de segurança, que atestaram a qualidade do mesmo.

03 – Certificado da Anatel

O principal selo de certificação dos produtos vendidos no Brasil é o da Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações. Os carregadores, especificamente, são regulamentados por três resoluções da agência: a nº 481, de 10 de setembro de 2007 (que trata da certificação e homologação do produto), a nº 442 de 21 de julho de 2006 (que trata da compatibilidade eletromagnética) e a n° 529, de 03 de junho de 2009 (segurança elétrica).

Assim, ao adquirir ou utilizar um carregador de celular original e certificado, que possui o selo da Anatel, você sabe que o produto atende aos requisitos especificados pelas resoluções.

04 – Controle de Voltagem

De modo geral, os carregadores certificados são compostos por um cabo, um transformador e um circuito interno que controla a energia de saída, que deve ser tensão de até 5 Volts e corrente de até 2 Amperes, resultando em uma potência de até 10 Watts. Se o produto adquirido não é original e certificado, provavelmente não terá esse controle de voltagem, designando para o seu celular, mais energia que o recomendado pelo fabricante. Ou seja: problema.

05 – Não compatibilidade

Existem casos relatados onde cabos de carregamento falsos danificaram componentes internos dos aparelhos celulares. Você pode não acreditar, mas um carregador pirata pode danificar uma placa lógica chamada que é responsável por controlar a porta da bateria, o botão de bloqueio e a porta USB. Com um acessório original, isso não acontece.

06 – Notícia Bônus

Se você tem o hábito de comprar carregadores de celulares e afins de camelôs, cuidado! A nova prática dos bandidos é instalar um chip dentro dos carregadores que são vendidos nos faróis que é capaz de enviar todos os dados para os contraventores. Ou seja, quando você pensa que está apenas carregando o celular, este chip está enviando todos seus dados.

Trata-se de um chip de operadora comum, que é inserido nos carregadores pelos bandidos antes da venda, e funciona como um backup de todas as informações, que são transmitidas instantaneamente para o aparelho celular do contraventor que fez toda a “engenharia”.

Fonte: http://tvmaisabc.com.br/cuidado-ao-comprar-carregadores-de-camelos-conheca-a-nova-pratica-usada-por-bandidos/